Recorde de acesso em:
09/05/2011
é de 923
Total Visitas Únicas: 2.719.822
Visitas Únicas Hoje: 193
Usuários Online: 56
Sistema de Busca
Documento sem título

Newsletter Espacomaria
Receba nossas atualizações diretamente no seu Email - Grátis!
 

Artigos









Visto: 1063 - Impresso: 144 - Enviado: 12 - Salvo em Word: 14
Postado em: 10/10/09 às 19:37:14 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacomaria.com.br/?cat=8&id=813
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

A Virgem aparece em Medjugorje


Ana Lúcia Vasconcelos

Para recordar um pouco: no dia 25 de junho de 1981 a Virgem Maria apareceu a oito videntes em Medjugorje, pequeno vilarejo da antiga Iugoslávia, no Leste europeu e continua aparecendo até hoje. Na seqüência das duas primeiras aparições, apenas cinco videntes passaram a vê-la sendo que atualmente apenas a Vicka a vê todos os dias. Mirjana, Ivanka, Jakov e Ivan, a vêm apenas uma vez por mês, sendo que Jelena e a Marija têm as chamadas locuções interiores-ou seja, elas ouvem no coração as mensagens de Nossa Senhora. Como em La Salette, em Lourdes, em Fátima, a Virgem em Medjugorje, pediu aos videntes, oração, jejum e penitência. E aqui como em outras aparições Ela revelou segredos que só deverão abertos ao público quando der permissão. Tais segredos referem-se a acontecimentos futuros, funestos segundo Ela, e que vão ocorrer, inevitavelmente se esta humanidade “empedernida no pecado, na injustiça, não se voltar para Deus”.
Nossa Senhora fala da necessidade urgente da confissão e arrependimento para se evitar o castigo que será inexorável. Estamos vivendo, segundo ela, os últimos anos do reinado do Mal sobre a Terra, que já sabendo de sua derrota eminente, se volta com fúria redobrada para levar homens e mulheres para a perdição de suas almas. Porisso ela pede muita oração, jejum e penitência do seu, já gigantesco exército, espalhado pelo mundo inteiro para se poder salvar o maior número de almas para Deus. A batalha da Mulher vestida de sol contra o dragão vermelho está no seu apogeu e só os que estiverem ligados em Deus pela oração vão resistir.
Depois da batalha final os “puros herdarão a Terra”, haverá um período de grande paz para a humanidade que sobrar, a espada se transformará em arado, “o lobo será hóspede do cordeiro, a pantera se deitará ao pé do cabrito... o touro e o leão comerão juntos... a criança de peito brincará junto à toca da víbora, enfim toda a Terra estará cheia da ciência do Senhor...” (Isaías 11,6-9) e os homens viverão o Paraíso na Terra. Os videntes de Medjugorje viajam pelo mundo inteiro, peregrinos acorrem aos milhões e conversões acontecem, inclusive e principalmente de escritores e jornalistas que se encarregam de difundir a mensagem até os confins do mundo.


O livro narra as trinta primeiras aparições
da Virgem Maria em Medjugorje


Eu mesma fui “tocada” pela Virgem e inspirada a traduzir o livro do frei franciscano croata Yanko Bubalo (poeta celébre, já falecido) que entrevista Vicka Ivankovic a mais velha das videntes. Eu Vejo a Virgem-Vicka narra as aparições de Medjugorje (Edições Loyola, 1990, São Paulo) é considerado pelos especialistas como um dos mais importantes documentos daquelas aparições, por tratar exatamente das trinta primeiras, com riquesa de detalhes, por pessoas diretamente ligadas a um dos fenômenos mais incríveis do século. A seguir falo do conteúdo do livro, de como fui tocada pela Virgem e inspirada a traduzi-lo.
No prefácio do livro o padre René Laurentin, um dos maiores mariólogos do mundo chama a atenção para a competência e simplicidade do diálogo entre frei Yanko Bubalo e Vicka, lembrando que Yanko não é um simples repórter que antecipa e ativa a memória da jovem camponesa, mas que pesquisa muito, confronta, registra e lê tudo que os videntes escrevem sobre as aparições: as mensagens, menos os cadernos secretos. “Aqui tudo é extraordinário: as aparições, a transformação operada na vida dos videntes, jovens simples do campo a Yanko Bubalo, poeta célebre croata que se torna catalisador e fiador de uma jovem camponesa que renunciou a prosseguir os estudos para ficar 24 horas disponível para os peregrinos e estudiosos do mundo inteiro”.
Neste livro, tudo é familiar, diz o padre Laurentin, desde o diálogo que se dá na segunda pessoa já que é Vicka e Bubalo usam a forma de tratamento tu como, aliás, é costume na Iugoslávia onde, por causa do regime comunista os franciscanos eram perseguidos (muitos morreram mártires) sendo obrigados a viver na semiclandestinidade, com a cumplicidade das famílias e onde eram chamados de tios”. Assim, Vicka chama Yanko de frade (irmão) e não padre, segundo a tradição franciscana e o espírito do Evangelho. Anna, irmã de Vicka testemunha: “Antes das aparições Deus estava longe. Quando Vicka chegou e disse: ‘ Eu vi Nossa Senhora’, zombamos dela. Quem poderia acreditar? Mas logo sentimos que ela estava dizendo a verdade. Agora tudo mudou em nossa família. Rezamos mais. No inicio esperamos os sinais. Agora Deus nos encontrou - tudo se interiorizou”.


Importância para o futuro


Vicka vive da graça das aparições em família, numa casa acolhedora onde a oração, o jejum e todas as práticas religiosas são vividos em conjunto. E sua família vive numa partilha constante e aberta a todos. A casa de Vicka fica bem à vista, no meio da rua no caminho que conduz às casas de Biakovic (na vila dos videntes) ao pé da colina das aparições, em frente à igreja onde todos os dias se concentram as orações. Usa-se e abusa-se da sua acolhida risonha e inexaurível. ”É um testemunho permanente”, escreve René Laurentin.
Segundo Laurentin, a pesquisa feita pelo frei Bubalo não traz uma informação teórica, mas uma informação viva e de primeira mão, orientada pela sensibilidade aos eventos às vezes ocultos, insólitos ou substanciais. “Yanko os passa em revista simples, ingenuamente, com repetições que raramente ousamos suprimir, já que em contextos diferentes, várias citações de um mesmo fato, podem trazer uma nova luz”. Reconhecendo a importância deste livro para o futuro, René Laurentin ressalta que estes detalhes enriquecem até mesmo a pesquisa psicológica e médica, já que quando Vicka vê a aparição ela não vê mais a parede diante da qual ou na qual a Virgem parece se situar.
Para fazer um teste, um jornalista do Glas Koncila, ele conta, pediu um dia, que ela fechasse os olhos durante o êxtase. E ela viu da mesma forma e ficou surpresa. “Essas pequenas observações gravadas constituem uma contribuição através da qual a história será reconhecida a Vicka e ao padre Bubalo,” afirma René Laurentin.

O essencial da mensagem

E afinal o que Vicka e Bubalo querem transmitir aos homens através deste livro? Nada menos que a mensagem essencial que Nossa Senhora quer deixar para a humanidade que vive momentos tão conturbados nos últimos anos, com o agravamento dos problemas sociais e crises econômicas e principalmente conflitos e guerras fratricidas como a travada recentemente na Iugoslávia. (Vale recordar que no inicio das aparições e mesmo quando este livro foi lançado na França, e ainda quando eu o traduzi para o português, a guerra na Bósnia não havia ainda começado.).
Qual é o essencial da mensagem? Ela quer a paz, nada mais que a paz. É preciso que a paz seja restabelecida entre Deus e os homens e entre os homens uns com os outros. E para que isso aconteça, ela recomenda a oração, especialmente o rosário, o jejum e a penitência que purificando a alma, traz a inevitável reconciliação entre os homens, o perdão a aceitação do outro como irmão, porque filhos do mesmo Pai. Para deixar bem clara esta mensagem, Nossa Senhora se apresentou aos videntes como a Rainha da Paz e em várias ocasiões durante a aparição, muitas pessoas viram escrito no céu, em grandes letras douradas e luminosas a palavra PAZ (MIR em croata). Sobre isso, vejamos o que a própria Vicka tem a dizer.
“Uma vez, esperávamos a hora da aparição. Então um padre que nos conhecia veio e nos disse:” Está na casa paroquial um velho padre americano que queria saber o nome da aparição para comunicá-la aos seus confrades, na volta à América. Perguntamos a Nossa Senhora e ela nos disse: ‘Eu sou a Rainha da Paz’. Demos este nome por escrito ao padre.
Ela nos repetiu várias vezes o nome com o qual deseja ser invocada.”. A conversão dos homens para Deus, eis o que Nossa Senhora pede com insistência e ainda que, desde o inicio das aparições, em junho de 1981, até hoje, outubro de 2001, todos os dias tenha havido centenas de milhares de conversões, ela diz aos videntes que não é suficiente “Na festa da Assunção”, Vicka conta, “a Santa Virgem disse a um de nós: ‘ há muitas conversões, mas ainda é muito pouco’”.
Porisso todos devemos jejuar e rezar para que o mundo se converta. Não é necessário esperar um sinal para se converter. Tudo o que ela faz - as curas, por exemplo, é para exortar as pessoas a viverem em paz com Deus. Não é à toa que escreveu nos céus Paz aos Homens. E os homens não podem ter paz se não vivem em paz com Deus”.

O caráter escatológico
da mensagem

“Como uma árvore se reconhece pelos seus frutos (Mateus7, 16), Yanko Bubalo escreve no posfácio do livro que uma das provas da veracidade das aparições é o numero imenso de peregrinos que desde os primeiros dias não param de afluir como um rio que não deixa de correr”. Nenhum continente, ele continua, escapou ao apelo de Nossa Senhora: são milhares de homens e mulheres que vem de todo mundo, de todas as categorias, de todas as classes sociais, doentes e pobres, até sábios eminentes e se manifesta ali uma fantástica fraternidade humana, e apesar dos problemas lingüísticos há cantos vibrantes e olhares calorosos”. Medjugorje tornou-se um sinal onde as pessoas se reconhecem.
Raros são as pessoas que vão embora sem terem ficado profundamente marcadas”, escreve frei Yanko. No entanto ele lamenta que escritores e pregadores não tenham dado o destaque essencial da mensagem ainda que Nossa Senhora tenha falado em Medjugorje explicitamente das “últimas coisas” da vida e do homem , a escatologia. Ele lembra que a primeira palavra da Santa Virgem aos videntes foi de caráter escatológico: Ivanka pediu noticias de sua mãe recentemente falecida e a Virgem respondeu: “sua mãe vai bem, está feliz perto de mim no céu”.
Noutra ocasião explicou à Ivanka que seria preferível ela pedir que sua mãe a ajudasse já que passara para a vida que não tem fim. E ainda, para convencer Ivanka e todos nós, ela apareceu tres vezes com a mãe da vidente, permitindo mesmo que a jovem a abraçasse para ficar provado que não se tratava de uma ilusão enganadora. “Além disso, frei Yanko Bubalo lembra que Nossa Senhora comunicou aos videntes outra verdade que a teologia moderna apenas começa a vislumbrar, que ultrapassa os limites deste livro, mesmo porque não se sabe tudo o que a Virgem revelou sobre as “ últimas coisas “: são segredos que apenas os videntes conhecem e que serão revelados no devido tempo.
E há mais: a Virgem está contanto sua vida para Vicka e frei Yanko acredita que neste texto haverá muita coisa ainda não conhecida. (Em tempo este livro foi escrito na década de 1980. Tenho informações que Vicka já terminou o livro e que logo mais será editado). Ele ressalta que conhecendo a natureza humana e sabendo que os homens dão mais importância ao brilho ilusório das coisas materiais em detrimento da vida sobrenatural, a Virgem Maria que não poupa advertências e para nos preservar do irreparável mostra aos videntes e através deles, a todos nós, o Paraíso e o Inferno com toda clareza que olhos e espírito humanos são capazes de suportar.
“A descrição do Purgatório é particularmente interessante”, ele escreve. “A penumbra, mesmo para os olhos de uma pessoa viva é assustadora. Podemos imaginar o que sentem os que ficam nesse crepúsculo tanto tempo inativos, esperando a libertação”. Assim a mensagem da Virgem sobre nosso fim não concerne unicamente aos videntes. Ela diz claramente que devemos proclamar a todos e em alta voz o que viram, para não nos esquecermos jamais”. E conclui dizendo que Nossa Senhora apenas está recordando o que Deus disse aos homens desde o começo. “Lembre-te dos últimos dias e não pecarás mais”


O toque da Virgem

Se olharmos apenas do ponto de vista jornalístico, o evento das aparições da Virgem em Medjugorje é dos mais palpitantes da atualidade: não é toda hora que se tem uma noticia assim-a Virgem Maria aparecendo todos os dias (já faz 27 anos) e transformando, não apenas a vida do lugarejo, mas realizando prodígios e milagres, convertendo milhões de pessoas de todas as partes do mundo. Interessante assinalar as aparições deste ponto de vista porque não foram poucos os jornalistas e escritores convertidos depois de terem ido à Medjugorje fazer suas matérias. Um dos casos mais impressionantes foi o da jornalista canadense Lise Leclèrc que ficou completamente tocada pela Virgem que aprendeu croata para melhor se comunicar com os videntes e com todos, e que passa seis meses do ano lá, e os outros seis, divulgando a mensagem pelo mundo, escrevendo livros (já tem alguns publicados, inclusive o Encontro Marcado em Medjugorje, publicado pelas Edições Loyola.)
Eu mesma sou uma jornalista convertida pela Virgem de Medjugorje e esta história está narrada na introdução do livro que publico em série neste site e que pode ser visto neste link:

http://www.saldaterraluzdomundo.net/apari%E7%F5es_

Vale esclarecer também que atualmente todos os videntes estão casados e com filhos.




saldterraluzdomundo



       





Postado por: James - www.espacomaria.com.br em: 10/10/09 às 19:37:14 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacomaria.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES